Disfunção Temporomandibular: Sinais, Sintomas, Causas e Tratamento

por Brasil Sorridente

Publicado em

Atualizado em

ANÚNCIOS

A Disfunção Temporomandibular, também conhecida por DTM, é um distúrbio que abrange os músculos e os ossos do quadro facial responsáveis pela abertura e movimento da mandíbula.

É possível que recorra a uma variedade de tratamentos para aliviar os sintomas da DTM, incluindo drogas, fisioterapia ou um equipamento chamado splint.

A DTM é um tópico importante especialmente para aqueles que trabalham regularmente com partes duras da cavidade oral, como dentistas, cirurgiões orais, fisioterapeutas bucais, massagistas das cabeças e alergologistas, pois são eles que mais trabalham com os músculos impactados pela DTM.

ANÚNCIOS
Disfunção Temporomandibular
A Disfunção Temporomandibular é um problema que afeta muitas pessoas no cotidiano. (Foto: Reprodução/Internet)

Sinais e Sintomas da DTM

Na Disfunção Temporomandibular, a principal característica são dores localizadas na região da mandíbula.

Também é possível sentir desconforto quando abre a boca, uma sensação de travamento quando se move a mandíbula, rangidos e estalidos quando se movimenta a articulação, dores de cabeça, chatices no pescoço, ombro e face lateral, dor ao mastigar, zumbido nos ouvidos, sensação de estrangular ou de queimação quando abre ou fecha a boca.

Causas da DTM

Existem várias causas para o desenvolvimento da Disfunção Temporomandibular. Uma causa comum é o uso excessivo dos músculos da face, como mastigar chicletes durante muitas horas, bater os dentes e apertar fortemente os dentes quando está estressado.

Outras causas incluem lesões e problemas nos dentes, lesões na região onde a mandíbula se articula, lesões no crânio, tensão muscular na mandíbula, tensão devido ao estresse, reações alérgicas locais, artrite reumatoide e mesmo artrite degenerativa na articulação temporal.

Fatores de Risco

Alguns fatores podem aumentar o risco de desenvolvimento da Disfunção Temporomandibular. Por exemplo, o estresse é um dos principais fatores de risco, pois o estresse pode levar o paciente a se mastigar ou pressionar as mandíbulas em excesso, o que pode levar a um desequilíbrio na região.

Outros fatores de risco incluem:

  • desordens do sono;
  • má postura;
  • erros dentários;
  • mudanças na dieta alimentar;
  • atividades físicas exageradas na região da mandíbula;
  • artrite reumatoide;
  • desordens autoimunes.

Testes de Imagem

A Diagnóstico da Disfunção Temporomandibular varia, dependendo da gravidade dos sintomas. Geralmente é feito a partir de uma anamnese, exames físicos e testes de imagem, como raio-x ou tomografia computadorizada (TC).

Algumas vezes é necessário realizar exames de sangue para confirmar se alguma patologia está relacionada aos sintomas. Os exames de sangue são importantes para descartar outras possíveis patologias que têm sintomatologia parecida, como a sinusite ou o câncer de cabeça e pescoço.

Tratamentos da DTM

O tratamento para Disfunção Temporomandibular depende do grau de sintomatologia que o paciente apresenta.

Para casos leves, um especialista na área pode orientar exercícios faciais. Se esses exercícios não melhorarem os sintomas da DTM, é possível prescrição de medicamentos, como relaxantes musculares ou medicamentos anti-inflamatórios não hormonais.

Adicionalmente, o médico pode prescrever o uso de um protetor bucal chamado splint, que é usado para aliviar a pressão sobre a mandíbula. Para casos mais graves, pode ser necessário fazer cirurgia para corrigir a articulação da mandíbula.

Custos para tratamento da DTM

O custo para tratar Disfunção Temporomandibular pode variar de acordo com os tratamentos necessários. Raramente é necessário se submeter a cirurgia para o tratamento da DTM, portanto é improvável que o tratamento seja caro.

No entanto, os custos da fisioterapia, dos medicamentos e do uso do protetor bucal podem variar de acordo com a complexidade do caso e os recursos necessários para o tratamento.

Perguntas e Respostas sobre DTM

Abaixo você confere algumas das principais dúvidas dos nossos leitores.

Pergunta: Qual é a causa mais comum da DTM?

Resposta: A causa mais comum da Disfunção Temporomandibular é o uso excessivo dos músculos da face, como mastigar chicletes durante horas, bater os dentes e apertar fortemente os dentes quando está estressado.

Pergunta: Quais são os principais sintomas da DTM?

Resposta: Os principais sintomas da Disfunção Temporomandibular são dores localizadas na região da mandíbula, desconforto ao abrir a boca, travamento na movimentação da mandíbula, rangidos ou estalidos, dores de cabeça e chatices no pescoço, ombro e face lateral.

Pergunta: Quais são as principais formas de tratamento da DTM?

Resposta: As principais formas de tratamento para a Disfunção Temporomandibular são exercícios faciais, medicamentos, protetores bucais (splint) e, raramente, cirurgias.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.